Novidades

Como adaptar-se ao inverno do Québec? Conheça essas dicas essenciais

Postado por:École Québecem:11/09/2020

Com essas dicas e orientações, será mais fácil descobrir como adaptar-se ao inverno do Québec. Saiba mais!

Como adaptar-se ao inverno do Québec? Agasalhe-se bem, mantenha a sua mente ocupada e ativa, extraia o melhor da situação e usufrua da experiência!

Você deve saber que o Québec fica localizado no hemisfério Norte e, por isso, é um local que registra temperaturas abaixo de zero a maior parte do ano. Quem nunca passou pela experiência de residir em terras geladas pode realmente assustar-se com o inverno québécois. É normal. No entanto, controlar esse receio é justamente o primeiro passo para adaptar-se às temperaturas mais baixas. Mudar o modo de pensar é necessário para encarar o frio e entrar de cabeça na vivência no Québec. 

Com algumas orientações básicas, pensamento positivo e abertura ao novo, você não apenas vai sobreviver ao inverno como vai desfrutar dos prazeres do frio quase polar. Acredite, é uma vivência inesquecível. 

Aqui nesse post, vamos dar algumas dicas de como adaptar-se ao inverno do Québec. Para isso, contamos com o relato e bagagem de vida de três ex-alunos da École Québec: Monique, Juliana e Vinicius.

Vamos lá?

Dicas essenciais para adaptar-se ao inverno do Québec

1- Compre roupas adequadas

A cabofriense Monique Caetano, residente no Québec faz sete anos, enfrentou dificuldade logo nos primeiros dias de neve. Era desconfortável enfrentar o frio, diariamente, para passear e brincar na neve com a cachorrinha Plié.

“Meus primeiros dias foram a árduos porque eu não tinha um bom casaco e  botas adequadas para o frio canadense”, conta. No entanto, as coisas melhoraram muito quando Monique comprou roupas adequadas. “Aprendi a me vestir de acordo com a temperatura, eu saio de casa para passear mesmo que faça -30o C! O segredo é agasalhar-se bem”. 

Ou seja, a primeira dica de como adaptar-se ao inverno do Québec é: invista em roupas de qualidade. Isso inclui comprar um bom casaco, luvas quentinhas, um gorro que cubra bem as orelhas e botas impermeáveis. A tecnologia de tecidos é muito desenvolvida no Canadá, o que permite encontrar vestimentas que protegem muito bem sem serem pesadas demais – nem no corpo, nem no bolso.

Para aqueles mais friorentos, também existe a técnica “cascas de cebola”, que consiste em vestir várias camadas de roupas – uma em cima da outra. E engana-se quem acha que ficar coberto da cabeça aos pés é feio, de mau-gosto ou prova da ausência de estilo. A moda de inverno é criativa, elegante e até mesmo colorida. 

2 – Mantenha-se ativo

Outra dica essencial para enfrentar o frio é manter-se ativo durante a estação. Apesar de, na teoria, o inverno durar três meses, na prática demora no mínimo cinco meses. Por isso, uma das maneira de aproveitar esse período é permanecer em movimento. 

A neve é uma oportunidade de explorar diferentes esportes de inverno, como, por exemplo, a patinação no gelo. Existem muitas possibilidades já que a atividade física é algo presente na cultura canadense: esqui alpino, snowboard, caminhada nos bosques, etc. Para quem não é muito fã dos esportes ao ar livre, outras alternativas são as academias.

Juliana, ex-aluna da École Québec, ainda aproveita a estação para fazer coisas diferentes das que faz no verão, como curtir mais a sua casa, ir em um novo restaurante ou desfrutar do ar fresco em um SPA de inverno.

3 – Relativizar a adversidade

“Informação é a chave para enfrentar qualquer adversidade”, acredita Vinícius de Souza. Antes de imigrar, o ex-aluno da École Québec seguiu as orientações dos instrutores e pesquisou bastante na internet sobre o estilo de vida québécois e já estava preparado para enfrentar esse obstáculo.

Para ele, a adaptação ao frio foi a parte mais fácil da integração ao novo país. “Apesar das baixas temperaturas e das dificuldades relacionadas ao inverno, eu prefiro um dia de -10ºC  no Québec a um de 5ºC no Brasil” reflete. “Aqui, existe uma estrutura de aquecimento para aguentar as temperaturas mais baixas.  É difícil passar frio”, completa.

Chegar no Québec com a mente aberta também foi primordial para encarar a mudança radical de temperatura. Segundo Vinícius, expor-se a situações novas e encarar como uma oportunidade de crescimento pessoal são essenciais para a adaptação. “Superar o desafio do inverno cria vínculos com o Québec. Como sentir-se parte desta terra sem sentir, de fato, o frio?”, analisa.

Como adaptar-se ao inverno do Québec? A melhor dica

Assim, as orientações principais para a pergunta de “como adaptar-se o inverno no Québec” são agasalhar-se bem e ter roupas de qualidade. Também manter a mente ocupada e o corpo ativo para atravessar os meses da estação mais fria. Abra-se a experiência, explore novas possibilidades de esportes e aventuras com a neve como plano de fundo.  

Encare o inverno como uma oportunidade de crescimento, de superação e de criar vínculos com o Québec. Faz parte da experiência. E para finalizar, a melhor dica para sobreviver ao inverno é relativizar as adversidades e lembrar-se das razões que motivaram a imigração. Dá um força extra.

Aqui no blog da École Québec, você encontra diversas informações, dicas e orientações de como aprender francês québécois e oportunidades de estudos e trabalhos no Québec. Explore nosso conteúdo!